Páginas

domingo, 12 de junho de 2016

O amor quando acontece...


Imagem: We Heart it

Ela começou a desconfiar que não era apenas carinho, quando só perguntar "como foi seu dia?" não era mais suficiente.

Ele começou a acreditar que era mais que bem querer, quando, ao fechar os olhos, tudo o que conseguia ver eram as pequenas rugas que se formavam ao redor dos olhos dela quando sorria.

Ela, que sempre gostou de cabelos lisos, passou a imaginar como seria deixar que seus dedos brincassem na linda confusão dos cachos castanhos que desenhavam o rosto dele. Percebeu que o que sentia não era apenas simples afeto.

Cada vez que ouvia o som da risada dela, o coração dele pulava uma batida, perdia o ritmo. Deu-se conta que tudo estava diferente.

Ela entendeu que aquilo que sentia tinha deixado de ser apenas gostar, quando as despedidas se tornaram mais demoradas porque não queria se desprender dos laços que ele criava ao abraça-la.

Quando as mensagens e telefonemas já não bastavam, ele compreendeu que somente a presença dela poderia diminuir a saudade que sentia.

Depois das conversas do dia, depois de dizer "boa noite", desligavam os telefones, fechavam os olhos, mas não conseguiam dormir. Não podiam. Queriam dizer "eu te amo". Descobriram que era amor.



  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MyFreeCopyright.com Registered & Protected